OPEN CALL: Hammer Time [Exposição-Leilão]

4 Novembro 2021 23h59

HAMMER TIME | Exposição-Leilão

OPEN CALL
A Zaratan convida artistas, duos e coletivos a submeter um ou mais trabalhos para serem incluídos na exposição-leilão "Hammer Time", um evento expositivo e performático que pretende engendrar uma micro-investigação acerca do valor da obra de arte a partir de uma posição periférica em relação ao mercado. Ao mesmo tempo "Hammer Time" é um evento de angariação de fundos, cujas receitas apoiam seja aos artistas participantes (70%) que a sustentabilidade atividade da associação Zaratan (30%).
Além de haver uma exposição de trabalhos em suporte físico, aceitamos a submissão de trabalhos digitais [GIF, animações, ambientes 3D, etc. ] a serem apresentados numa exposição virtual.
"Hammer Time" será ainda acompanhada por uma série de 4 licitações performáticas conduzidas [ao vivo e em digital simultaneamente] por um agente de contratação convidado pela Zaratan: o artista João Pedro Branco.

INTRO
O sistema de arte contemporâneo articula-se em estruturas e circuitos de produção, circulação, venda e valorização, nos quais vários actores representam papéis de sinergia ou de antagonismo.
Ao pantominar a estrutura do leilão [enquanto uma instituição de mercado caracterizada por um conjunto explícito de regras] a Zaratan [enquanto espaço independente] procura testar possíveis acessos alternativos ao mundo da arte dita comercial, mas sempre apresentando um trabalho desafiador e sem ceder às tendências e as modas dos circuitos oficias.
De resto, a análise da conexão entre o valor estético e o valor económico de uma obra é crucial para entender o significado geral da produção artística como um fenómeno peculiar da cultura ou subcultura em que vivemos.
O valor de uma obra de arte, considerada apenas do ponto de vista de quem a ama, a possui ou a quer possuir, é incomensurável. Como o valor estético não pode ser completamente objectificado ou quantificado, um trabalho tem valor desde que possa ser apreciado publicamente, ou seja, precisa de um espaço público onde possa acontecer a partilha das avaliações das formas.
Os canais institucionais da arte – museus, galerias, fundações – costumavam proporcionar esta função, e ainda o fazem até certo ponto, quando não são corrompidos por indivíduos que manipulam a arte apenas como um investimento. O sistema de dinheiro vigente tornou várias das grandes instituições de cultura pública, num circo de promoção e comercialização, esquecendo o valor da conexão entre a criatividade pública e a artística.
Respondendo à ausência de modos alternativos de produção e sustentabilidade cultural, a Zaratan pretende tornar-se neste tal espaço de discussão e envolver a participação coletiva de maneira a instigar um debate público, no formato de leilão, acerca da valorização da produção estética contemporânea.

CANDIDATURAS:
Até 5 Novembro 2021
Enviar um email para info@zaratan.pt com:
- Foto/ficheiro do(s) trabalho(s) a submeter (máximo 3 trabalhos por artista/coletivos).
- Ficha técnica (título, ano, dimensões/duração, técnica/materiais);
- Bio/CV;

EXPOSIÇÃO-LEILÃO:
18 Novembro – 22 Dezembro, 2021 @ Zaratan

CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO:
- Infelizmente não temo forma de cobrir os custos de transporte e embalagem das obras, mas faremos os possíveis para ajudar os artistas quando necessário nua lógica DIY.
- O valor mínimo de venda é estabelecido diretamente pelos próprios artistas/coletivos.
- Em caso de venda da obras 40% dos lucros irão para a Zaratan e 60% aos próprios artistas.
- As obras não vendidas são devolvidas aos artistas após o encerramento da exposição

APOIO
Direção-Geral das Artes / República Portuguesa
 
DESIGN GRÁFICO
Joana Souza